Olhe ao seu redor. Quantas pessoas pessoas têm celular? E quantas estão mexendo nele? A probabilidade de serem várias é grande, é o que nos mostra um levantamento do Sebrae. Nos últimos anos, o uso de smartphones teve um crescimento considerável tanto para fins de lazer como para de trabalho e, hoje, já é o principal meio de acesso à internet utilizado pelos brasileiros.

A expansão do acesso mobile impactou também o e-commerce. Apenas no primeiro semestre do ano passado, 32% das transações online foram feitas por meio de dispositivos móveis, aumentando o faturamento em 30% e o número de pedidos em 41%, de acordo com a mesma pesquisa. A conclusão é uma só: o mobile commerce já é uma realidade e os varejistas que desejam potencializar as vendas precisam se adaptar. 

Também chamada de m-commerce, essa modalidade de compra por meio de dispositivos móveis vem sendo considerada uma evolução do e-commerce, pois atende às necessidades da grande maioria dos consumidores do mundo – no Brasil, 97,2% dos domicílios utilizam smartphone para acessar a internet. Além disso, o relatório Why We Buy (Por que compramos), da Criteo S.A, apontou que 72,7% dos entrevistados gostam de fazer compras utilizando o smartphone e que 50% de todas as vendas realizadas online no Brasil foram feitas por meio do mobile – o que reforça ainda mais a importância desse canal para os clientes. 

mobile commerce

Foco na experiência do usuário

Agora que você já entendeu a relevância do mobile commerce no mercado online, é fundamental que a sua empresa apresente um canal de venda prático, objetivo e funcional, desenhado para o formato móvel. Hoje, há algumas opções bem satisfatórias. Mas lembre-se: não há certo e errado nesse caso. O ideal é que você avalie e opte pela opção que melhor se encaixa à sua realidade. 

Para que o usuário tenha uma boa experiência na sua página, a navegação precisa ser pensada para aquele formato – no caso, smartphone ou tablet.

Site responsivo

Ao escolher essa alternativa, você precisará adaptar o seu site para que ele possa ser acessado tanto no desktop como no mobile (smartphone e tablet). Assim, o layout e as funcionalidades do e-commerce irão se adaptar automaticamente em qualquer formato de tela em que o site for aberto. 

Site mobile dedicado

Nessa versão, o site será desenvolvido exclusivamente para o formato mobile – desde a estrutura até as funcionalidades são pensados para serem exibidos perfeitamente nesses dispositivos. Por isso, a navegação é mais rápida e mais leve. A desvantagem é que a sua empresa terá mais trabalho, pois será preciso cuidar de dois sites: desktop e mobile. Isso significa mais atenção com design, arquitetura de informação, produção de conteúdo e SEO.

mobile commerce

Aplicativo para e-commerce

Nesse caso, será preciso criar uma interface totalmente nova e integrada ao sistema de e-commerce e que possa ser contemplada nos mais variados aparelhos. Como cada sistema operacional oferece uma loja de aplicativos própria, é importante que o app esteja disponível para os diversos sistemas operacionais existentes. 

Leia mais: Mobile no e-commerce – por que investir pode impactar tanto as vendas online

Quais o benefícios do mobile commerce? 

Visitas mais frequentes: o público está cada vez mais conectado e isso pode gerar um tráfego maior na sua loja.

Comunicação mais eficaz: a interação via dispositivos móveis é maior, o que pode melhorar o seu engajamento.

Aumento nas vendas: havendo um tráfego maior na sua loja, há mais chances venda finalizada.

Deixe um comentário

Fale conosco

+55 51 3276-6485

+55 11 97670-5858

Envie um e-mail

Av. Dr. Nilo Peçanha, nº 1851, Conjunto 301 - Bairro Três Figueiras Porto Alegre, RS - Cep 91330-000

Veja no mapa

AxiomThemes © 2020. All rights reserved.