growth hacking para ecommerce

Você já pode ter ouvido falar em Growth Hacking, mas talvez não percebeu como ele pode ser útil para o e-commerce. Isso porque esse recurso esteve por um tempo mais restrito a startups de tecnologia, surgindo depois como uma proposta maior e atingindo outros tipos de negócios.

Mas afinal, como o e-commerce pode se aproveitar desse método? Resumidamente, com um crescimento rápido através do aumento de conversão. No entanto, as coisas não acontecem num passe de mágica, mas com o apoio de muita criatividade, análise, tentativas e aprendizagem que podem trazer grandes resultados.

Antes de ver como ele funciona e pode ser aplicado a uma loja online, vejamos do que se trata exatamente esse conceito.

O que é Growth hacking?

Para entender o que isso significa, primeiro vamos ao literal, partindo para a tradução das duas palavras: growth significa crescimento, aumento ou expansão; e hack pode ser traduzido como atalho, brecha ou cortar caminho. Portanto, Growth hacking seria uma forma de utilizar atalhos que acelerem o crescimento de um negócio.

growth-hacking

Até aí tudo muito bom, mas colocar isso em prática? Nessa hora que saímos da ideia e surge a parte experimental do Growth hacking, cercada de muita criatividade e objetivos traçados. Ele pode vir acompanhado de técnicas não convencionais de marketing, visando descobrir atalhos em vez de seguir o caminho tradicional, mas tenha em mente que o Growth Hacking não substitui de maneira alguma o marketing. Ele deve ser utilizado como uma estratégia aliada para alcançar o crescimento esperado, mantendo seu foco no público-alvo.

Indo direto ao ponto, o Growth Hacking serve como uma metodologia que reúne experimentos para desenvolver estratégias extraordinárias de marketing, tendo como meta atrair mais consumidores, aumentar as conversões, gerar mais lucro e reter clientes, virando referência.

Growth hacking para o e-commerce: como aplicar

Mas enfim, como então é possível utilizar as técnicas de growth hacking para o e-commerce? Antes de mais nada, o primeiro passo é realizar uma profunda pesquisa sobre seu público em potencial e analisar os dados para entender o comportamento dos visitantes da loja. Com esses resultados analisados, fica mais fácil definir estratégias mais específicas para a aquisição, retenção e conversão, explorando táticas diferenciadas para conquistar os clientes. E isso tudo pode ser feito gratuitamente ou com um baixo custo.

dropboxO Dropbox, por exemplo, mesmo não sendo um e-commerce possui um case que pode ilustrar essa ideia. Para deixar seu público mais feliz e estimular a aquisição de novos usuários, a empresa incentivou as pessoas a compartilharem seu serviço com amigos e seguidores. Em troca, o Dropbox ofereceu um armazenamento extra gratuito. O resultado foi um crescimento rápido com a fidelização e aquisição de clientes.

Outro exemplo, agora que aconteceu num e-commerce mesmo, foi com a startup americana Harry’s. Em apenas um ano, a loja online de produtos de higiene para homens ganhou popularidade em decorrência de uma ação nas redes sociais, onde a empresa encorajou os usuários a compartilhar notícias sobre a Harry’s em troca de produtos gratuitos. Quanto mais alguém compartilhasse, mais produtos receberia de graça. Isso permitiu que a empresa conseguisse 100 mil endereços de e-mail em cerca de uma semana. Bem interessante, não é mesmo?

Dicas de Growth Hacking para aumentar seu e-commerce

Essas técnicas de Growth Hacking utilizadas pelas empresas acima são alguns exemplos que podem ser utilizados por empreendedores de comércio eletrônico para aumentar suas vendas, mas tudo depende, é claro, de características específicas do seu e-commerce. As ações são muito relativas, por isso o que mais importa é que você entenda essa essência do Growth Hacking para decidir os meios mais indicados para aplicá-los ao seu negócio. Veja algumas dicas:

Tenha um blog

Se seu e-commerce ainda não possui um blog corporativo, é hora de colocar a mão na massa, pois um blog é uma ferramenta obrigatória no material de um growth hacker. Em tempos em que o conteúdo vem ganhando cada vez mais força quando o assunto é marketing, ele virou uma grande possibilidade para alcançar seu público. Os clientes de hoje em dia – incluindo os seus – querem conteúdo. Eles leem conteúdo e o utilizam para converter, e isso deve ser muito básico na sua cabeça.

Invista em pop-ups e ferramentas de conversão

Falando em blog, vale salientar sobre a importância de aproveitar ao máximo o tempo que o cliente passa na sua plataforma. Por isso, a dica é instalar ferramentas, como um formulário de cadastro por exemplo, em sua newsletter; um banner que leve a alguma página com promoções na sua loja virtual; produtos em destaque ou um pop-up que aparece quando o usuário vai fechar a página, perguntando se ele conseguiu o que procurava e como você poderia ajudar mais. Esse tipo de contato com o cliente permite que você conheça melhor a pessoa que está ali, abrindo a possibilidade de interagir com ela e ter bons resultados.

Use Call to Action

As famosas “chamadas para a ação” funcionam como gatilhos para que o seu consumidor tenha alguma atitude em relação à sua loja. Mas não confunda Call to Action pensando que você pode mandar no consumidor: em vez de um “Compre agora!”, você pode usar um “Acesse”, “Aproveite” ou “Conheça” – palavras que indicam uma ação, mas são mais parecidos com uma sugestão amigável da loja. Você também pode utilizar banners promocionais colocados em lugares estratégicos do blog, onde a pessoa terá acesso rápido e poderá clicar facilmente.

Agrade o público

clienteOferecer vantagens para atrair visitantes é um excelente método para transformá-los em clientes. Pode ser um desconto, frete grátis ou até mesmo brindes. Assim como os cases acima, existem muitos outros exemplos que deram certo. Quando você é o consumidor, não é bom ter uma surpresa que te traga benefício? O mesmo acontece com qualquer público, podendo captar um maior interesse pelo que você vende. Ao realizar projetos como esse, não esqueça de incentivar as pessoas a compartilharem seu serviço com amigos e seguidores em troca do que você está oferecendo.

Defina quais os melhores canais

Ao ofertar um produto, uma observação muito importante é saber o lugar onde encontrar o seu alvo. Você já parou para analisar quais as mídias mais indicadas para investir suas campanhas? Falamos acima sobre a importância de ter um blog, mas sua loja online pode ficar limitada a isso. Redes sociais são uma ótima maneira de aproximar-se do seu foco e manter a comunicação com ele, por isso, se você resolver colocar alguma ação em prática, seja alguma experiência gratuita ou uma amostra de produto, pense qual o caminho para alcançar.

Leia também: Redes sociais: 7 novidades que poderão fazer o e-commerce crescer em 2017

Apesar de todas essas dicas, cada negócio é único e necessita de soluções personalizadas, como falamos anterioemente. A ideia do Growth Hacking é a união da análise de dados com inovação somada às estratégias de marketing. Com essas técnicas em andamento, seu e-commerce tem grandes chances de ganhar uma enorme vantagem competitiva e cair nas graças do público.

Redação do Portal WebGlobal

Deixe um comentário

Fale conosco

+55 51 3276-6485

+55 11 97670-5858

Envie um e-mail

Av. Dr. Nilo Peçanha, nº 1851, Conjunto 301 - Bairro Três Figueiras Porto Alegre, RS - Cep 91330-000

Veja no mapa

AxiomThemes © 2021. All rights reserved.