*Atualizado em: 20/06/2017

Seu e-commerce utiliza vídeos? Se a resposta for sim, parabéns, você deve estar por dentro do potencial desse recurso; mas se for não, mãos à obra, o que você está esperando?

O uso dos vídeos parte da premissa de que as pessoas preferem muito mais “ver” do que “ler”, e por isso a comunicação através de vídeos é muito mais eficiente em qualquer ambiente, seja ele físico ou virtual. Veja alguns dados motivacionais para colocar essa ideia em prática e aumentar as vendas, e no final do post listamos algumas dicas ao usar esses recursos:

porcentagem-consumo-videos
Essa porcentagem corresponde a 65,5 milhões de pessoas assistindo vídeos no Brasil. Fonte: eMarketer
Entre essas pessoas, 46% delas diz ter tomado alguma ação a partir do vídeo. Fonte: Video Brewery

Se isso pode ser favorável ao seu negócio, por que não utilizar a força dessa ferramenta para o crescimento do seu e-commerce?

Principais motivos para utilizar vídeos

• Vídeos são baratos e podem ser nichados e mensurados de diversas formas, além de você poder publicá-lo nas plataformas onde houver um maior fluxo de clientes em potencial para seu negócio.
• O cliente pode visualizar melhor o produto e se sentir mais confiante para efetuar a compra, o que vai ajudar a aumentar sua taxa de conversão.
• Vídeos também ajudam o trabalho de otimização para ferramentas de busca – SEO, já que vídeos de boa qualidade e bem otimizados indexam muito bem no Google quando colocados no YouTube.
• Estudos mostram que as pessoas estão mais propensas a compartilhar páginas de vídeos que de texto. Além disso, uma miniatura de vídeo chama muito mais atenção do que algo sem qualquer elemento visual ou multimídia.
• Os vídeos têm a capacidade de transmitir uma quantidade de informações incrível de forma muito rápida, podendo subconscientemente dizer aos clientes como eles devem sentir-se sobre um item.

Leia também: Fotos de produtos no e-commerce: veja como potencializar as vendas

No entanto, alguns cuidados devem ser tomados. Preste atenção nas dicas que preparamos para você colocar em prática em seu e-commerce. São pequenas regras que, ao serem seguidas, vão garantir um vídeo de produto com um elevado potencial de aumento nas vendas:

Pense no público-alvo da sua loja virtual

Produza vídeos em um formato e linguagem que se identifique com o seu público-alvo. Se você precisa convencer alguém, deve falar a mesma língua que essa pessoa. Crie um ambiente e envolvimento visual que chame a atenção do seu consumidor em potencial. A aproximação com os futuros clientes deve ser facilitada através dos recursos que só o vídeo tem a possibilidade de oferecer.

Vídeo não substitui texto

Embora muitas pessoas prefiram assistir a um vídeo, há um outro grupo de compradores que preferem ler sobre um produto primeiramente ou estão em um local onde não é possível aumentar o volume. Desse modo, o vídeo para e-commerce deve sempre ser acompanhado por um texto descritivo servindo como complementação da descrição na loja virtual. Assim as informações ficam mais acessíveis e podem ser um poder maior de argumentação na hora da venda.

Não crie vídeos muito longos

A dica é: não ultrapasse 60 segundos de duração. Esse é o tempo médio de retenção do YouTube. O processo decisório da compra em uma loja virtual é muito rápido, como falamos anteriormente, portanto, mais do que isso pode até mesmo aumentar a taxa de rejeição da loja. Considerando que as pessoas hoje buscam por conteúdos com cada vez mais rapidez, tenha em mente para aplicar essa ideia ao vídeo.

Produza vídeos de qualidade

Tenha cuidado na produção de vídeos para a sua loja. Assim como as fotos de produtos em uma loja virtual devem ser da melhor qualidade possível, os vídeos também devem seguir essa linha. Um vídeo mal produzido ou com baixa qualidade de imagem pode gerar desconfiança no consumidor. No caso do uso de imagens 3D, é necessário observar a qualidade da tecnologia empregada.

Não divulgue preços no vídeo do produto

O vídeo não é o lugar ideal para informar o preço em uma loja virtual. A indicação é deixar essa parte da informação reservada para o texto de descrição. Além do mais, no caso de você ter que alterar o preço, não precisará editar o vídeo ou passar todo o trabalho de gravá-lo novamente. Portanto, tenha atenção para essa questão e cuide para não acabar pecando nessa parte. Pequenos detalhes podem fazer toda a diferença.

Publique o vídeo no YouTube

Não deixe os vídeos hospedado em seu provedor, jogue ele no YouTube. Além da economia na banda de transmissão do seu plano de hospedagem, você estará criando material para seu marketing nas mídias sociais. Considere a possibilidade de até mesmo criar uma canal para seu e-commerce no YouTube.

O público procura cada vez mais informações sobre os produtos que compra na internet, e por isso cabe a você fornecer, da melhor forma possível, essas informações. A disputa com a concorrência pode estar na capacidade de comunicação e convencimento, e o uso de vídeos em sua página é certamente uma das armas mais eficientes.

Você já teve alguma experiência com vídeos em seu e-commerce? Deixe seu comentário.

Redação do Portal WebGlobal

Deixe um comentário

Fale conosco

+55 51 3276-6485

+55 11 97670-5858

Envie um e-mail

Av. Dr. Nilo Peçanha, nº 1851, Conjunto 301 - Bairro Três Figueiras Porto Alegre, RS - Cep 91330-000

Veja no mapa

AxiomThemes © 2020. All rights reserved.