Mais do que uma tendência, a análise de dados já é considerada uma prática essencial na rotina das empresas. Desde que o termo Big Data surgiu, no início da década de 90, o conceito se popularizou e criou um espaço de importância gigantesco nos setores de inteligência e planejamento de negócios no mundo todo.

Primeiro, grandes companhias passaram a investir em tecnologias e ferramentas especializadas para automatizar os processos de captação de dados. Então, identificaram a necessidade de apostar em pessoas com um perfil analítico para estudarem os dados coletados e trazerem resultados realmente assertivos. 

Hoje, empresas de médio e pequeno porte também já compreendem a relevância dos dados – sendo eles positivos ou negativos, sendo submetidos a análise ou não -, uma vez que ignorá-los também traz consequências. Mas disso você sabe, certo? 

Toda e qualquer pessoa produz dados e rastros digitais hoje em dia. A menos que a pessoa viva completamente fora do convívio social, não tenha acesso a internet, não faça compras com cartão e não forneça seus dados pessoais em hipótese alguma, estará gerando informação sobre seus hábitos, comportamentos, desejos, rotinas e, sobretudo, sobre quem ela é no mundo e o que espera dele. Uma vez que essas informações são captadas, viram insumo para que as empresas utilizem a favor de suas estratégias de venda e persuasão.  Os clientes, por sua vez, passam a receber um serviço cada vez mais customizado, direcionado e de qualidade.

Considerando este cenário, levantamos algumas tendências para o mercado de trabalho na área de inteligência de dados e cases de empresas que já amadureceram a cultura data driven. Confira!

Inteligência de dados e o mercado de trabalho

Gestores e profissionais de RH estão à caça de especialistas em análise de dados para compor suas equipes. A demanda aumenta a cada ano, o que torna a busca por talentos com capacidade analítica uma das principais dificuldades encontradas por empregadores, é o que aponta um levantamento da PwC. 

A pesquisa entrevistou 1.378 presidentes de empresas, em mais de 90 países e chegou à conclusão de que mais de 74% dos CEOs concordam que a inteligência artificial é positiva para a sociedade. Porém, uma porcentagem ainda maior, de 84%, acredita que decisões baseadas em inteligência artificial precisam ser explicáveis para serem confiáveis. A pesquisa da PwC aponta, ainda, que oito em cada 10 CEOs acreditam que, nos próximos cinco anos, a inteligência artificial mudará significativamente a maneira como eles fazem negócios.

Esse conflito entre oferta e demanda se reflete nos salários. No Brasil, um cientista de dados recém-formado pode ganhar até 6.000 reais, enquanto os gerentes chegam a receber cerca de 20. 000 reais.

Leia também: Como a inteligência de mercado pode transformar o seu negócio?

Cases de empresas que apostam no uso de dados

análise de dados

A Netflix é um case de muito sucesso quando o assunto é análise de dados. A empresa tem em seu cotidiano a Cultura Analítica, na qual os assinantes são a essência. A partir disso, a empresa orienta tanto a sua atuação e posicionamento de mercado como, inclusive, os roteiros das suas séries originais, garantindo uma entrega de valor aos usuários. Só uma boa experiência faz com a assinatura seja renovada por mais um mês. 

análise de dados
A
Nike é outro case que merece destaque. Uma das maiores fabricantes de materiais esportivos do mundo, a companhia é também uma das pioneiras em análise de dados. Em parceria com uma empresa de tecnologia, desenvolveu um software que informa a frequência dos batimentos cardíacos, velocidade e distância percorrida por pessoas que praticam corridas diariamente – tudo isso ligado às suas redes sociais. 

A estratégia contribuiu para aumentar a base de dados da empresa sobre seu público-alvo, possibilitando o desenvolvimento de novos produtos, campanhas mais direcionadas e com maior probabilidade de sucesso.

análise de dados
A
Amazon começou vendendo livros online e, desde o início de sua trajetória, investe em tecnologia de ponta e em formas de compreender melhor o seu público. Para isso, utiliza de algoritmos avançados que reúnem e cruzam diversos dados sobre seus consumidores de acordo com o que eles buscam na internet. Com a análise de dados, a empresa passou a sugerir produtos aos clientes antes mesmo de serem solicitados por eles. 

Como você pode ver, a análise de dados não impacta somente os processos das empresas como também influencia na dinâmica de seleção de talentos. Ou seja, um novo ramo de atuação vem ganhando força e abrindo novas oportunidades!

Deixe um comentário

Fale conosco

+55 51 3276-6485

+55 11 97670-5858

Envie um e-mail

Av. Dr. Nilo Peçanha, nº 1851, Conjunto 301 - Bairro Três Figueiras Porto Alegre, RS - Cep 91330-000

Veja no mapa

AxiomThemes © 2020. All rights reserved.